recrutamento misto

28-05-2021

Você sabe o que é recrutamento misto e quais são os benefícios para uma organização?

Entenda o que é um processo de recrutamento e seleção, conheça os diferentes tipos de recrutamento e veja o que é um recrutamento misto

 

O recrutamento de pessoal é uma atividade do setor de recursos humanos que busca candidatos com o perfil esperado pela empresa para ocupar vagas na organização.

Além disso, para evitar a alta rotatividade entre os colaboradores, as organizações devem avaliar o perfil dos candidatos de acordo com as necessidades de cada função.

Ou seja, é uma função estratégica que tem como objetivo encontrar os talentos ideais para cada empresa, não é mesmo? Por isso, no post de hoje vamos entender o que é um processo de recrutamento e seleção, conhecer os diferentes tipos de recrutamento e ver o que é um recrutamento misto.

Gostou?! Vamos lá, então!

 

Como funciona o recrutamento

 

Fizemos um Guia Completo sobre Processo Seletivo. Vale a pena conferir.

Mas, de maneira resumida, podemos dizer que o processo de Recrutamento e Seleção é um dos processos mais importantes de qualquer organização e envolve diferentes técnicas, metodologias e etapas.

Você concorda que encontrar o talento certo é fundamental para construir uma empresa que se diferencie no mercado? Então… por isso que os processos de recrutamento e seleção são tão estratégicos.

Assim, Recrutamento e Seleção, como sugere o próprio nome, é formado de duas palavras que mostram o conceito do próprio processo, que são:

  • Recrutamento: responsável pela atração de candidatos para vagas de emprego disponíveis em uma organização. A seguir iremos entender os tipos diferentes de recrutamento.
  • Seleção: Uma vez que a vaga conquiste uma certa quantidade de candidatos durante o processo anterior, um ou mais candidatos serão identificados como os mais adequados para a posição durante a seleção.

 

Quais são os tipos de recrutamento?

 

O Senac/RS explica que existem três tipos de recrutamento: o interno, o externo e o misto. Vamos falar sobre os dois primeiros aqui:

  • Recrutamento interno: É quando a empresa procura preencher uma vaga mediante o remanejamento de seus funcionários, que podem ser promovidos, transferidos (movimentação horizontal) ou transferidos com promoção (ascensão funcional). Ou seja, chama-se interno porque é feito com os recursos humanos (colaboradores) da própria organização. Se você quiser saber mais, temos um post todo direcionado sobre o que é recrutamento interno.
  • Recrutamento externo: É quando se procura preencher uma vaga buscando candidatos de fora da empresa com o uso de instrumentos externos de divulgação das oportunidades e busca de candidatos como, por exemplo, utilizando o LinkedIn e outras ferramentas.

 

E o recrutamento misto?

 

De acordo com o Portal Gupy, o recrutamento misto é uma forma de seleção e recrutamento que reúne pessoas externas e internas à organização.

Na prática, o que acontece: os profissionais que já estão no quadro de colaboradores concorrem pela mesma vaga com interessados vindo do mercado trabalho.

 

Principais benefícios do recrutamento misto

 

Como vimos, o recrutamento misto integra o recrutamento interno e o recrutamento externo. Mas quais são as vantagens deste modelo?

  • Oportunidades de crescimento e motivação interna: para muitos colaboradores, saber que terá oportunidade de crescimento interno é um grande motivador. Desta forma, o recrutamento misto mantém os funcionários da organização motivados, buscando maior empenho nas atividades e para o alcance dos resultados da organização.
  • Maior capacitação: Como o recrutamento misto objetiva receber candidatos de fora e de dentro da organização, também aumentam as chances de se contratar profissionais mais capacitados, que contribuirão positivamente para a organização.
  • Estimula o aprimoramento profissional: esse tipo de recrutamento incentiva e estimula o aprimoramento profissional de seus colaboradores, além de motivá-los a buscar a melhoria contínua através, por exemplo, de capacitações.

 

Como é feito o recrutamento misto?

 

Basicamente, os processos de seleção podem ser realizados de três formas: Vejamos, então, como funciona cada uma delas:

Recrutamento externo e, depois, interno: aqui, as vagas são disponibilizadas primeiramente para o público externo. Caso a equipe de recrutamento não encontre o profissional adequado, o processo se inicia novamente com o público interno.

Recrutamento interno e, depois, externo: diferentemente do exemplo anterior, aqui a empresa opta por dar prioridade aos seus funcionários, garantindo-lhes a chance de se candidatar primeiro às vagas disponibilizadas. Neste caso, se a equipe não conseguir encontrar o profissional ideal, se inicia a procura por outros candidatos no mercado de trabalho, com a abertura de vagas para o público externo.

Recrutamento interno e externo ao mesmo tempo: Nestes casos, as empresas escolhem realizar a busca pelos candidatos internos e externos ao mesmo tempo, potencializando a seleção de candidatos.

Viu como um recrutamento bem planejado pode trazer diversos benefícios para uma organização? Ah… ainda tem softwares que podem te auxiliar nisso. Fizemos um post fantástico sobre softwares de recrutamento e seleção.

Além disso, lembre-se sempre que o recrutamento inadequado traz prejuízos para a empresa, como alto índice de turnover; aumento dos custos de recrutamento e treinamento; ambiente de trabalho desmotivador, além de equipes insatisfeitas.

 

Gostou de saber mais sobre recrutamento misto? E que tal continuar com a gente? Separamos aqui outros 5 (cinco) posts que, certamente, vão te interessar:

Test DISC: entenda o que é, como funciona e quais são as suas vantagens

Diversidade e inclusão nas empresas: uma nova demanda do RH

Absenteísmo: o que é e como combatê-lo na minha empresa

Como melhorar o clima organizacional na minha empresa?

Cultura organizacional e trabalho remoto

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades sobre RH e Gestão de Pessoas, continue seguindo o Benefi.