piscologia organizacional

07-11-2020

Entenda o que é Psicologia Organizacional

Entenda o que é a Psicologia Organizacional, suas áreas de atuação, os principais benefícios para as empresas e como ela pode estar presente dentro das políticas públicas.

 

Cada vez mais as empresas têm procurado formas para aumentar a produtividade e lucratividade.

Durante décadas acreditou-se que apenas aspectos produtivos poderiam trazer tais resultados. Porém, nos últimos anos, percebeu-se que a atuação dos seus colaboradores e equipes poderiam sim atuar de maneira assertiva para potencializarem tais objetivos.

Assim, um olhar humanizado sobre os recursos humanos tem ganhado espaço em muitas empresas.

Para entender como atua um profissional de Psicologia Organizacional dentro das instituições, no post de hoje vamos entender o conceito de Psicologia Organizacional, como ela surgiu, assim como os impactos para as organizações e as políticas públicas. Gostou?

Vamos começar, então!

 

 

 

Mas, afinal, o que é psicologia organizacional?

 

A Psicologia Organizacional tem como objetivo estudar e estruturar o perfil comportamental dos colaboradores das organizações.

Ou seja, é basicamente a psicologia usada para a gestão de pessoas nas empresas e instituições.

Assim, a Psicologia Organizacional é a área de atuação que tem como grande foco o desenvolvimento e a aplicação de princípios científicos para estudar o comportamento humano relacionado ao ambiente de trabalho.

Desta forma, a Psicologia Organizacional ajudará a alcançar níveis excelentes de qualidade por toda a organização, atuando diretamente sobre os problemas organizacionais e de gestão relacionados ao bem estar dos colaboradores.

 

 

Como surgiu?

 

A Psicologia Organizacional surgiu a partir de uma área de estudo denominada de Psicologia Industrial.

A Psicologia Industrial era focada na testagem psicológica e no recrutamento e seleção, sendo direcionada para a produtividade. Ou seja, não havia uma preocupação com a qualidade de vida na empresa e nem com a interação entre grupos.

Assim, através de diversos estudos científicos direcionados para as relações interpessoais ambiente de trabalho, além da convivência entre colaboradores, bem-estar na empresa, dentre outros temas, a Psicologia Organizacional foi se desenvolvendo.

 

 

Principais áreas de atuação da Psicologia Organizacional

 

A psicologia organizacional atua em diversas áreas nas organizações, tais como:

  • Recrutamento e seleção: essa é uma das áreas mais conhecidas. Aqui são analisados qual candidato tem o perfil que mais se adequa à respectiva empresa, através de diversos instrumentos como dinâmicas e testes;
  • Treinamentos: planejamentos e aplicação de treinamentos para o crescimento dos profissionais dentro da empresa;
  • Gestão de conflitos: mediar os conflitos que possam surgir dentro da respectiva organização;
  • Diagnóstico organizacional: análise do clima organizacional e plano de melhoria;
  • Plano de Cargos e Salários e Plano de Carreira: é a Psicologia Organizacional a área responsável por definir as atribuições de cada cargo, além de delimitar os salários e benefícios aplicáveis a cada função.

 

 

 

Benefícios para as empresas

 

A atuação de profissionais especializados na área traz diversos benefícios para as organizações. Dentre elas podemos destacar:

 

 

Aumento da produtividade

 

Sim, os conhecimentos e instrumentos da Psicologia Organizacional podem colaborar para o aumento da produtividade. Como? Os gestores conseguem, com o apoio do trabalho de um profissional especializado, saber qual o perfil da sua equipe, quais as ações são as mais assertivas para deixá-la motivada e quais atividades se encaixam mais para cada um dos colaboradores.

Desta forma, com um maior engajamento das equipes há um aumento substancial da produtividade.

 

 

Maior engajamento dos colaboradores

 

Você concorda que quando a empresa e a liderança conhecem bem seus colaboradores, torna-se muito mais fácil mantê-los felizes com o ambiente de trabalho e com a sua função, não é mesmo?

Por isso, podemos dizer que a Psicologia Organizacional promove um maior engajamento dentre os colaboradores.

 

 

Geração de redução de custos

 

Sim, a Psicologia Organizacional bem implementada pode promover a redução de custos. Como vimos, com os colaboradores mais produtivos e engajados, a rotatividade também tende a diminuir.

Logo, haverá a redução dos custos relacionados com os processos de recrutamento e seleção, treinamentos, dentre outros.

 

 

Melhoria do clima organizacional

 

A atuação no clima organizacional é uma das áreas mais visíveis da Psicologia Organizacional. E essa, certamente, é uma outra grande vantagem de contar com a ajuda de um profissional especializado dentro da organização: o clima no ambiente de trabalho fica muito mais elevado. Essa melhoria no clima organizacional gera tanto resultados internos, quanto externos para a empresa.

 

Além disso, a Sociedade Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (SBPOT) pontua que essa área de conhecimento deve ser acessível a uma categoria mais ampla de trabalhadores, tendo a preocupação social e política com as classes menos favorecidas.

Ou seja, a atuação da Psicologia Organizacional e do Trabalho pode se materializar fora dos muros organizacionais como, por exemplo, de maneira ativa na confecção de políticas públicas.

 

Assim, a cada ano a área da Psicologia Organizacional tem crescido dentro das empresas, assim como fora delas.

E se você gostou do conteúdo deste post, separamos aqui outros 4 (quatro) posts que, certamente, vão te interessar:

 

Retenção de talentos: 7 benefícios e 7 estratégias para aplicar na sua empresa;

Teste DISC: entenda como é, como funciona e quais são suas vantagens;

O que é Plano de Carreira e como aplicá-lo visando resultados;

O que é propósito: respostas para pessoas e para empresas.

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades sobre RH e Gestão de Pessoas, continue seguindo o Benefi.