Gestão de Pessoas

26-09-2020

Gestão de pessoas: o que é, quais os pilares e dicas práticas de profissionais

Tudo o que você precisa saber sobre a gestão de pessoas. Que é, quais os pilares, e exemplos práticos em diferentes setores.

 

 

Até que a tecnologia prove o contrário, empresas são feitas por pessoas.

Neste sentido, mesmo em uma startup de robótica, a gestão de pessoas deve ser, e será, um dos principais viabilizadores do sucesso.

Não existe ideia genial que supere uma equipe desmotivada, com problemas de conflito e baixa produção. Pelo menos não no longo prazo.

No artigo de hoje vamos falar tudo sobre a Gestão de Pessoas.

O que é isso?

Como ser um bom gestor?

Quais as práticas mais comuns?

Como funciona na vida real?

Vamos responder todas essas questões, com exemplos práticos de gestores de diferentes setores.

 

 

 


O que é gestão de pessoas:

 

Esta pergunta parece boba, até o momento em que nos encontramos no papel de quem irá responder.

Mesmo porque, existe uma confusão entre os termos Gestão de Pessoas e Recursos Humanos.

Falaremos sobre isso mais adiante.

Mas, respondendo de maneira objetiva, a gestão de pessoas é todo o conjunto de ações, métodos e técnicas que utilizamos para administrar e potencializar o trabalho dos colaboradores de uma empresa.

Falando em uma linguagem mais técnica, é o conjunto de estratégias aplicadas para desenvolver o capital humano de uma empresa.

O que pode envolver desde uma boa conversa, até mesmo técnicas de motivação, metas, treinamentos, desenvolvimento de pessoas, pesquisas de clima, gestão de conflitos… enfim, as possibilidades são imensas quando falamos sobre gestão de pessoas.

Não por acaso, este blog é inteiramente dedicado à isso.

 

Mas é sempre importante refletir sobre o potencial da gestão de pessoas. Sobre como isso pode apresentar resultados tangíveis na sua empresa, e até mesmo na vida de cada pessoa que faz parte dela.

Neste sentido, é importante continuar sempre se informando.

Estudando sobre novas técnicas e abordagens, sobre como motivar uma equipe não apenas através da frieza dos números, mas também com o calor do propósito e da qualidade de vida.

 

 

Visão dos gestores:

 

Ao longo do texto, vamos incluir alguns insights de gestores de diferentes setores, para que você consiga ter uma visão prática da gestão de pessoas.

Para começar, neste tópico, fizemos esta pergunta digna de um questionário de entrevistas de emprego: “o que é gestão de pessoas para você?”.

É interessante ver como diferentes profissionais vêem a gestão de pessoas, de acordo com os seu cenário e desafios diários. Quer ver?

 

“Significa entregar resultados para a empresa dentro de um ambiente saudável para todos. Conseguir equilíbrio não é uma tarefa fácil, mas é a única maneira de de se ter sucesso no longo prazo. Ser um bom gestor é sempre pensar no longo prazo e entender que a cultura de um time vai ditar o seu dia a dia.”Marcos Eich

 

 

 


Diferença entre Gestão de Pessoas e Recursos Humanos

 

Quando falamos que explicar o que significa gestão de pessoas não era uma coisa boba, aqui está parte da razão disso.

Existe muita confusão ao diferenciar os termos Gestão de Pessoas e Recursos Humanos.

 

Vamos explicar por partes.

 

Recursos humanos é um departamento. É o setor de uma empresa responsável por executar as contrações, demissões e tudo o que faz parte disso.

A Gestão de Pessoas, como vimos antes, é um conceito. Está atrelado às administrar as rotinas e desenvolvimento de um time.

Ou seja. Recursos Humanos, é um setor. E, portanto, é de responsabilidade dos profissionais de RH. Já a Gestão de Pessoas é uma responsabilidade de todos os líderes e gestores dentro de uma empresa, seja esta pessoa um coordenador de RH, gerente de Marketing, de TI, ou o que for..

Nos temos um artigo que fala exatamente sobre isso.

Aqui temos um gráfico que vai te ajudar a entender as diferenças destes dois termos.

 

recursos humanos x gestão de pessoas

 

 

 


Pilares da Gestão de Pessoas

 

Os Pilares da Gestão de Pessoas

 

Precisamos entender uma empresa como um organismo vivo.

Embora os gestores tenham como papel mostrar o caminho a ser seguido, motivar, controlar conflitos, enfim, o pacote todo, as interações dentro de um time ocorrerão de maneira espontânea.

Conforme o tamanho da empresa, número de funcionários e/ou quantidade de setores, novas possibilidades e preocupações vão surgindo.

Isso quer dizer que quando lemos um case de gestão, nem tudo o que foi aplicado em tal situação funciona na nossa realidade.

O diagnóstico de uma empresa vai ser sempre único.

Mesmo assim, os princípios de análise e gestão são os mesmos.

Podemos dizer assim, que a gestão de pessoas possuem 5 pilares mais comuns, através dos quais é possível analisar e realizar ações para potencializar o capital humano de uma empresa.

 

São eles:

 

  • Motivação
  • Comunicação
  • Trabalho em equipe
  • Conhecimento e Competência
  • Capacitação

 

A seguir, vamos explicar um a um.

 

 

Motivação

 

Frase de Motivação no Trabalho 10

 

A dos colaboradores é o que faz uma empresa pulsar.

Mas o que é motivação propriamente dita?

Ou melhor, o que nos motiva?

Aqui fica claro essa questão de que estamos falando de um mesmo princípio que pode ser aplicado de diferentes maneiras, em diferentes cenários.

Por exemplo: em uma startup, você pode encontrar pessoas motivadas, as vezes ganhando até menos, engajadas com a possibilidade de “crescer junto”. Participar da consolidação de uma empresa como esta não deixa de ser um case para o próprio colaborador.

Ao mesmo tempo, você vai encontrar outros ambientes com propostas altamente motivadoras completamente diferentes.

Proporcionar qualidade de vida para o colaborador, auxiliar no seu desenvolvimento profissional, estar alinhado com o propósito de uma pessoa, ou até mesmo um ambiente divertido, com espaço para relaxar e os famosos “drinks nas sextas”.

Cada empresa tem um tipo de cultura (ou pelo menos deveria). E assim, como os palestrantes e especialistas adoram responder, tudo “depende”.

E é verdade.

Por isso é muito importante entender com que perfis de pessoas você está lidando, para ter ciência de como motivá-las com sucesso.

 

 

Mas e o papel do líder nessa história?

 

O líder com certeza tem papel crucial na motivação da equipe.

Mas colocar este peso na “capacidade motivacional” de uma pessoa não é exatamente a melhor estratégia.

Como acabamos de falar, um bom líder precisa conhecer sua equipe. Portanto, tão (ou mais) importante quanto sua capacidade de incentivar e engajar colaboradores, são as ferramentas que esta pessoa conta para entender os seus liderados.

No artigo abaixo reunimos algumas dicas para líderes em relação à motivação:

 

Como ser um bom líder: engajando equipes sem usar táticas de motivação

 

Vamos reforçar (provavelmente, pela terceira vez a esta altura), é importante conhecer sua equipe para entender o que pode motivá-la. Mas, como todo mundo gosta de insights (nós também!), aqui reunimos algumas ações que podem influenciar na motivação de um time.

 

  • Gestão por competências
  • Definição de Metas
  • Recompensas em dinheiro (neste artigo, falamos como existem coisas que motivam mais do que $$)
  • Reconhecimento (no link acima também falamos sobre o poder do elogio)
  • Recompensas criativas
  • Possibilitar participação na tomada de decisão
  • Acertar na contratação (afinal, se contratar a pessoa errada, não existe técnica motivacional que resolva)
  • Dar espaço para o time brilhar
  • Desenvolvimento profissional
  • Gestão de clima
  • Flexibilidade / Trabalho remoto (hoje em dia, isso já é quase o básico em alguns setores)
  • Feedbacks individuais
  • Plano de carreira

 

 

Comunicação

 

Mesmo se você for uma empresa de uma pessoa só, ainda sim existirá o risco de deixar alguma informação pra trás.

Pense bem. Se você revisar nos seus papeizinhos de anotação, tem uma boa chance de encontrar algo que esqueceu, não é mesmo?

Claro que quando falamos sobre gestão de pessoas, é preciso que o caso seja plural, e não singular. Mas vale o exemplo estereotipado para deixar claro que é preciso de apenas uma pessoa para que problemas de comunicação aconteçam.

E imagina quando estivermos falando de 5, ou 50, ou 500, ou 5000 colaboradores?

É preciso gastar bastante neurônios para encontrar soluções para que a comunicação ocorra sem gaps. Ou, pelo menos, buscar softwares ou empresas que te ajudam a resolver isso.

Problemas de comunicação podem arruinar um projeto inteiro. Mas não precisamos ser tão dramáticos. Mesmo quando isso só causa um pequeno delay, pode ser super desmotivador.

Além disso, a comunicação tem poder.

É através dela que passamos uma mensagem, conseguimos informar, entender e solucionar problemas, nos ajudar, treinar e motivar.

Neste sentido, ter uma comunicação clara e acessível para os seus colaboradores deve fazer parte das suas preocupações de gestão.

 

 

Como ter uma boa comunicação com minha empresa

 

Neste caso, não estamos falando de dicção e oratória (embora isso naturalmente ajude). Estamos mais no caminho do acesso à informação, da empatia, da clareza na mensagem.

 

Portanto, aqui separamos algumas dicas para que a comunicação tenha impacto positivo na sua gestão.

 

  • Daily Meeting: aquela reunião diária, no começo do expediente, que dura 15min, onde todos devem responder rapidamente o que fizeram desde a última reunião, o que vão fazer hoje e o que pode estar os impedindo para que realizem um bom trabalho. Recomendamos este artigo;
  • Softwares de comunicação interna: de preferencia, qualquer um menos o whatsapp (ou até que eles criem uma solução específica para isso). Desta forma, a comunicação é mais direta e sem ruídos. O slack é sempre uma boa pedida;
  • Softwares de gerenciamento de pauta e de projeto: Trello, Monday, ou aqueles com soluções específicas para o seu setor;
  • Faça um Backlog: arquivos onde você lista ideias e tarefas e define prioridades. Recomendamos este artigo;
  • Comunicação Não Violenta: método de comunicação que consiste em expressar problemas e sentimento (e nunca em esconder) baseando-se em pilares para que a mensagem seja passada de maneira clara e não ofensiva. Recomendamos este artigo.

 

 

Trabalho em Equipe

 

Se uma empresa é formada por pessoas, o trabalho em equipe é sua a verdadeira ignição.

É isso que fará com que os objetivos sejam alcançados, e as metas batidas.

Sabendo disso, fica claro que esta deva ser uma preocupação específica na gestão de pessoas.

Novamente, não existe fórmula unânime para que uma equipe trabalhe em conjunto com sucesso e maestria. Mas as estratégias estão aí para serem testadas, até encontrar a sua “vantagem injusta”.

Escrevemos um artigo inteiro sobre trabalho em equipe, com dicas que podem ser adaptadas tanto no trabalho remoto como presencial.

 

Aqui vamos resumir algumas dicas

 

  • Exerça uma liderança engajada: mostre o caminho na prática, esteja presente, dê espaço para o time brilhar, mas não se omita quando for necessário;
  • Confie no seu time: se uma tarefa foi dada, confie na capacidade daquela pessoa exercer. Nada de microgerenciamento!
  • Delegue tarefas: sem preciosismos, saiba que você não pode abraçar o mundo, e incentive que isso se repita nas lideranças de uma empresa;
  • Incentive os laços afetivos: happy hours, ventos, momentos para relaxar. Proporcione momentos em que os colaboradores possam se conhecer melhor e fortalecer seus laços.

 

 

Competências

 

Embora não tão comum na rotina de boa parte dos gestores, as competências são, ou pelo menos deveriam ser, um dos pilares da gestão de pessoas.

Note: aqui estamos falando tanto das competências técnicas quanto das competências comportamentais.

Para explicar, vamos começar falando o óbvio. Para uma equipe ter sucesso, é fundamental encontrar a pessoa certa para o lugar certo.

Acontece que, através da Gestão por Competências, você consegue ler a frase anterior por uma nova perspectiva.

A pessoa correta, no lugar correto, possui as chamadas hard skills (habilidades técnicas, cursos, formação) adequadas com o cargo, mas também as soft skills.

Ou seja, aquelas habilidades e competências sociocomportamentais que você tem por natureza, e estão mais ligadas às habilidades emocionais. Como, por exemplo, comunicação, proatividade, foco em resultado, orientação para o desafio, entre outras.

Neste sentido, quando analisamos um cargo e falamos sobre o perfil ideal de um colaborador ou candidato, nos referimos ao que realmente forma o perfil de uma pessoa: sua personalidade como um todo, e não apenas seus conhecimentos técnicos.

A gestão por competências pode ser a chave para montar equipes de alta produtividade. Construindo times com competências complementares, mas adequadas ao cargo e a realidade da empresa.

 

Algumas dicas para realizar uma gestão por competências:

 

  • Aplique testes de perfil comportamental, para entender candidatos e colaboradores com mais profundidade, identificando suas competências e comparando com o cargo em questão;
  • Leve em consideração (ou como prioridade) as competências comportamentais ao escolher candidatos para uma vaga ou colaboradores para um projeto em específico;
    Tome decisões com base em dados na gestão de pessoas. Ou seja, o famoso People Analytics;
  • Invista no desenvolvimento tanto das hard skills quanto das softs kills de seus colaboradores.

 

 

Capacitação

 

Frase de Motivação no Trabalho 7 Henry Ford

 

O último item do tópico anterior já deu um spoiler do que significa o 5º pilar da gestão de pessoas.

É necessário investir na capacitação do seu capital humano.

O mercado nunca foi tão volátil. Nunca foi tão explícita a necessidade de atualizar-se constantemente.

Neste sentido, não é exagero afirmar que o investimento no desenvolvimento dos seus colaboradores funciona não apenas para quem quer aumentar resultados, mas também para evitar prejuízos.

Novas técnicas surgem a cada dia, com novas ferramentas e técnicas para aumentar a performance do seu time.

Saiba: montar um time qualificado é um trabalho que não termina no processo seletivo. Isso se estende na rotina do gestor ao longo da história de cada colaborador dentro de uma empresa.

 

Algumas dicas para investir no desenvolvimento dos seus colaboradores:

 

  • Mantenha-se atualizado com as necessidades de cada setor
  • Os líderes de cada área devem fazer o mesmo
  • Realize workshops e treinamentos para o time todo ou empresa
  • Em casos específicos, você pode aproveitar cursos online (uma solução de ótimo custo benefício para aprendizados pontuais)
  • Busque ajudar no desenvolvimento do colaborador como pessoa, e não apenas como profissional. Seja por meio de cursos e qualificações, ou por meio de orientações de gestores, ou consultorias de desenvolvimento pessoal

 

 

 


A gestão de Pessoas na Prática

 

O Benefi é um blog independente, especializado na gestão de pessoas e práticas de RH.

 

Por que estamos falando isso?

 

Justamente por gerir um blog, vemos que nem tudo o que se encontra na internet pode ser considerado unanimidade.

Nem estamos nos referindo à qualidade dos conteúdos. Mas, sim, de que nem todos os cases e exemplos que você encontrar, farão sentido para a sua empresa.

Por isso, já que o texto trata a Gestão de Pessoas como um tópico geral, decidimos explorar a visão do termo na perspectiva de profissionais de diferentes setores.
Vamos lá?

 

 

A Gestão de Pessoas na visão da TI

 

Marcos Eich é o co-founder da TownSq, o maior aplicativo para condomínios do mundo, com atuação no Brasil e nos Estados Unidos. Possui experiência na gestão de equipes de TI e de esquipes multidisciplinares.

 

Quais os desafios na gestão de pessoas no teu setor?

Com o vinda repentina do trabalho remoto, se tornou muito mais difícil manter a comunicação dos times funcionando. Estar longe fisicamente ajuda no foco mas prejudica a comunicação. Aprender a viver nesse ambiente é um desafio constante.

 

Quais as técnicas ou práticas diárias para gerir equipes de tecnologia e profissionais multidisciplinares?

Montar um time com autonomia e que é transparente. Em uma gestão moderna não há espaço para microgerenciamento e falta de confiança. Apesar de ser algo difícil é muito recompensador para todos envolvidos no processo. Quando cada um se sente pelo menos um pouquinho parte do que está construindo, os resultados vem.

 

 

A Gestão de Pessoas na visão do RH

 

Laissa Rodrigues Sousa é psicóloga, especialista em Recrutamento e Seleção. Ela atua como Analista de RH na Accenture, empresa de tecnologia com mais de 10mil colaboradores.

 

Ela oferece o seu ponto de vista em relação aos principais cuidados na gestão de pessoas dentro RH.

 

Como psicóloga inserida em RH, na área de gestão de pessoas, sempre me questiono: O que estamos fazendo para acompanhar as transformações do mercado e dos perfis profissionais?

Como desenvolver, atrair, reter, definir esses perfis inovadores para a organização da qual faço parte? Como manter o time motivado e atuando de forma colaborativa e realizadora?

São muitas perguntas e uma certeza – Nós, profissionais da psicologia, inseridos em tais contextos, temos um papel importante para transformar a cultura das organizações e a forma como lideramos nossos times. Principalmente, porque o sucesso de qualquer organização acontece através das pessoas.

Vale pontuar que ocupamos um importante papel na relação trabalhador e organização, uma vez que não são apenas as empresas que mudam, mas também as pessoas.

 

As mudanças no setor

Não é novidade que transformações substanciais aconteceram na área de Gente e Gestão. A significação e valorização do trabalho é algo inerente ao papel da Gestão de Pessoa, indo desde como saber conciliar expectativas (da organização e dos colaboradores), a desenvolver potenciais (individuais e coletivos) e fazer com que o capital humano seja devidamente reconhecido e retido.

Agindo aí, o setor demonstra sua vocação de ser um elo entre o crescimento do colaborador, o alcance de melhores resultados da performance organizacional e apoio nas tomadas de decisões gerenciais.

 

Os desafios da gestão de pessoas na visão do RH

 

É nosso papel incentivar as pessoas a fazerem o bom uso das suas competências (especializações e formações) e ferramentas oferecidas pela empresa.

O grande desafio neste caso é ter sempre uma comunicação clara e transparente. Além, de garantir que o colaborador entenda o impacto da sua performance dentro do projeto do qual está inserido, e que o mesmo consiga entregar o seu melhor.

 

 

 

O que achou deste artigo? Acesse o Benefi e encontre as melhores dicas sobre RH e Gestão de Pessoas.