fit cultural

09-04-2021

O que é Fit Cultural e qual é a sua importância para as empresas?

Entenda o que é o Fit Cultural e quais são os benefícios para uma organização

 

Quem da área de Recursos Humanos nunca ouviu essa célebre frase: “Contrata-se pelo currículo, demite-se pelo comportamento”?!

Só que muitas organizações perceberam as desvantagens de processos seletivos apenas focados nas hard skills e têm adotado processos muito mais ricos e abrangentes.

Contratar um profissional não é apenas encontrar alguém que cumpra as necessidades técnicas da vaga. Por isso, contratar um colaborador com valores e objetivos divergentes com os valores da organização pode causar diversos prejuízos. Por exemplo, uma empresa que tem uma cultura organizacional bem burocrática e formal, provavelmente um colaborador que gosta de mais flexibilidade e informalidade não irá se sentir confortável por muito tempo.

Assim é perceptível que, cada vez mais, as empresas buscam colaboradores alinhados com os valores organizacionais. Neste contexto, o Fit Cultural tem ganhado ainda mais relevância para os processos seletivos de RH.

Por isso, no post de hoje vamos entender o que o Fit Cultural e quais são os benefícios para uma organização.

Ficou curioso ou curiosa?! Vamos lá, então!

 

 

 

Afinal, o que é Fit Cultural?

 

Sabe quando falamos que algo deu match, deu liga?! Então, Fit Cultural está relacionado com isso.

Este conceito está associado com a afinidade de determinado candidato com à cultura organizacional de uma empresa.

Durante os processos de seleção, é comum que os recrutadores percebam que alguns candidatos têm mais sintonia com a cultura organizacional em detrimento de outros.

Desta forma, o Fit Cultural considera muitos outros aspectos para além do currículo, tais como:

  • aspectos culturais;
  • regras;
  • rituais;
  • comportamentos.

 

Saber avaliar o Fit Cultural também é importante para garantir contratações muito mais assertivas. Por isso, vale a pena o RH implementar esse conceito durante os processos de recrutamento e seleção.

 

 

E o Fit Funcional?

 

O Fit Funcional compreende as habilidades práticas e laborais necessárias para determinado cargo ou função, ou seja, é aquilo que pode ser descrito e consta no currículo.

Percebe-se, então, que o Fit Funcional pode ser aprendido através de treinamentos e cursos.

Já o Fit Cultural é algo mais intrínseco, ou seja, são características pessoais. Logo, nem sempre é fácil mudá-las ou adquiri-las. E é preciso que o Fit Cultural de um candidato esteja alinhado com a cultura organizacional da respectiva empresa.

 

 

Mas o que é cultura organizacional?

Temos um post bem bacana sobre isso, o Guia Rápido de RH: o que é cultura organizacional. Vale a pena conferir.

Mas, resumindo, cultura organizacional é responsável por reunir algumas variáveis, tais como (fonte: Sebrae):

  • Hábitos;
  • Comportamentos;
  • Crenças;
  • Valores éticos e morais;
  • Além das políticas internas e externas de uma empresa.

 

Desta forma, entende-se que é a cultura organizacional irá influenciar a forma como os colaboradores enxergam e agem dentro da empresa. Ou seja, está completamente atrelada às pessoas que constituem a organização. Logo, para conhecer a cultura de uma organização, é preciso dar voz aos colaboradores.

 

 

Como aplicar o Fit Cultural durante os processos seletivos

 

O primeiro passo é fazer o mapeamento da cultura da sua empresa.

Já no segundo passo é necessário traçar o perfil do candidato que a empresa quer buscar.

Já na hora de definir qual é o Fit Cultural que a empresa procura, é importante considerar:

  • competências comportamentais;
  • valores;
  • objetivos de carreira.

 

Durante o processo seletivo, é importante realizar:

  • Análise do perfil comportamental dos candidatos;
  • Dinâmicas de grupos;
  • Entrevistas comportamentais;
  • Análise do histórico profissional dos candidatos.

 

 

 

Quais são os benefícios de avaliar o Fit Cultural durante o processo seletivo?

 

Contar com uma colaboradores alinhados aos valores da empresa gera enormes vantagens estratégicas para o negócio, tais como:

 

 

Contratações mais assertivas

Analisar o Fit Cultural aumenta a chance de encontrar um candidato mais aderente à vaga, não apenas em relação às exigências técnicas, mas também no sentindo de contribuir para os resultados do time e da empresa como um todo, de maneira sinérgica.

Contratar de maneira mais assertiva também gera benefícios a longo prazo: a cultura organizacional da empresa fica cada vez mais forte, o que irá potencializar a produtividade das equipes.

 

 

Aumento da produtividade

Como já abordado anteriormente, quando um profissional se identifica com os valores da organização, ele trabalha com mais satisfação. Essa satisfação faz com que a sua produtividade aumente, pois o colaborador fica muito mais motivado para fazer um trabalho mais efetivo e que colabore para os resultados organizacionais.

 

 

Retenção de colaboradores

No geral, quanto maior a satisfação e a identificação com as práticas da empresa, maior também será o tempo de permanência do colaborador na organização.

Ou seja, usar o Fit Cultural pode diminuir o turnover de uma empresa.

Assim, utilizar esse conceito durante os processos seletivos, certamente trará benefícios para a organização, para as equipes, lideranças e para os resultados do negócio.

 

Gostou de saber mais sobre Fit Cultural? E que tal continuar com a gente? Separamos aqui outros 5 (cinco) posts que, certamente, vão te interessar:

 

Test DISC: entenda o que é, como funciona e quais são as suas vantagens

Diversidade e inclusão nas empresas: uma nova demanda do RH

Absenteísmo: o que é e como combatê-lo na minha empresa

Como melhorar o clima organizacional na minha empresa?

Cultura organizacional e trabalho remoto

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades sobre RH e Gestão de Pessoas, continue seguindo o Benefi.