Cultura Organizacional trabalho remoto

27-02-2021

Cultura organizacional e trabalho remoto: como criar uma cultura organizacional no trabalho à distância?

Entenda como o trabalho remoto afeta a cultura organizacional e quais são os desafios do trabalho à distância e seus impactos para a cultura de uma empresa

 

Trabalhar com pessoas é um desafio diário. Por isso, a área de Recursos Humanos precisa ser flexível o suficiente para entender os novos contextos e, assim, propor soluções inovadoras e criativas.

E um desses desafios é como criar uma cultura organizacional forte dentro de um ambiente de trabalho remoto? Será que é possível conciliar distanciamento físico e geográfico e uma cultura organizacional sólida?

E para ajudar os colaboradores de Recursos Humanos a ultrapassarem esse obstáculo, no post de hoje trouxemos 4 (quatro) dicas para ajudar a fortalecer a cultura de uma organizacional, mesmo em home office.

Gostou? Vamos lá, então.

 

 

 

Entendendo o que é cultura organizacional

 

Antes de abordarmos como criar uma cultura organizacional no trabalho à distância, é fundamental entender o que é cultura organizacional.

De acordo com o Sebrae, a cultura organizacional é responsável por reunir:

  • Hábitos;
  • Comportamentos;
  • Crenças;
  • Valores éticos e morais;
  • Além das políticas internas e externas de uma empresa.

 

Desta forma, uma cultura organizacional forte pode motivar os funcionários e ajudá-los a crescer junto com o negócio. Da mesma forma que uma cultura fraca pode acabar influenciando em uma produtividade baixa e em um ambiente de trabalho que gera pouca motivação.

Assim, entende-se que é a cultura organizacional irá influenciar a forma como os colaboradores enxergam e agem dentro da empresa.

 

 

Vantagens da cultura organizacional forte

 

E, afinal, por que é tão importante ter uma cultura forte dentro da organização? Dentre os motivos, temos:

  • Melhoria no clima organizacional: o clima tende a ficar mais positivo, pois os colaboradores sentem-se motivados.
  • Aumento da produtividade: sim, pessoas motivadas tendem a produzir mais e melhor.
  • Redução do turnover: as organizações que têm uma cultura forte tendem a ter uma menor taxa de turnover.

Ou seja, é notória a importância de uma cultura organizacional forte. Mas aí vem o grande dilema: como criar essa composição entrelaçada em uma rotina remota?

Está aí o grande desafio para 2021.

 

 

 

O desafio do trabalho remoto e a cultura organizacional: é possível conciliar distância e cultura?

 

O ano de 2020 nos mostrou todas as potencialidades (e desafios) do trabalho remoto. Mas aí também surgiram outras questões: será que essa falta de contato físico pode enfraquecer a cultura de uma organização?

Obviamente que a tecnologia tenta minimizar os impactos negativos deste distanciamento físico. Inclusive, várias organizações têm priorizado as videochamadas com as câmeras ligadas.

Desta forma, tenta-se manter esse “olho no olho” e toda a linguagem não verbal fundamental nas relações humanas.

Vimos que a cultura organizacional é o somatório de diversas variáveis. Muito mais do que imposições de uma organização, essa cultura é construída diariamente e, em grande parte, através das relações e como as pessoas reagem de acordo com cada situação.

E, afinal, como colaborar para uma cultura organizacional forte em um contexto de home office ou de trabalho remoto?

 

 

Dica 1: Invista no bem-estar do colaborador

 

Mesmo no contexto presencial, não é possível falar em cultura organizacional forte sem pensar no bem-estar dos seus colaboradores. Assim, no trabalho remoto, esse cuidado deve permanecer e, até mesmo, intensificar.

 

 

Dica 2: Mantenha o contato constante com a equipe e entre os colaboradores

 

Durante o trabalho à distância, os líderes e gestores têm um papel fundamental em uma gestão mais otimizada da comunicação, assim como o acompanhamento da sua equipe.

Por isso, manter uma rotina de contato é imprescindível gerando, desta forma, um sentimento de pertencimento e de equipe.

Além disso, o colaborador também irá se sentir amparado e ciente de poderá contar com o gestor sempre que for necessário.

Uma ferramenta que deve ser utilizada com frequência é o feedback, pois é importante que o trabalho realizado seja sempre avaliado.

 

 

Dica 3: Fortaleça a comunicação interna

 

Se no formato presencial a comunicação paralela e extraoficial existe e é veloz, imagine em um formato remoto?

Por isso, cabe à organização e às lideranças manter um fluxo de comunicação interna assertiva, fluida e transparente para evitar ruídos e ansiedade entre os colaboradores.

 

 

Dica 4: Acredite na liderança pelo exemplo

 

“A palavra convence, o exemplo arrasta”. Essa frase continua fazendo muito sentido, inclusive no contexto do trabalho remoto. Se uma empresa quer fortalecer a cultura organizacional mesmo em um formato de trabalho à distância, é preciso que os líderes deem o exemplo.

Vai ter reunião? Seja o primeiro a ligar a câmera. Percebeu que algum colaborador está com algum problema? Seja empático e, de maneira discreta, pergunte. Seja genuinamente preocupado com o bem-estar da equipe.

Evoluir e transformar são as palavras que vão direcionar a resolução do desafio de criar ou manter uma cultura organizacional forte diante de novos contextos, como é o caso do trabalho à distância.

E se você está gostando do nosso conteúdo, que tal continuar se informando conosco? Separamos aqui outros 5 (cinco) posts que, certamente, vão te interessar:

 

9 softwares de gestão que facilitam o trabalho do RH

Diversidade e inclusão nas empresas: uma nova demanda do RH

Como melhorar o clima organizacional na minha empresa?

O que é empowerment e quais são os seus benefícios para as empresas

Absenteísmo: o que é e como combatê-lo em minha empresa

 

E para você se manter sempre atualizado e acompanhando as novidades sobre RH e Gestão de Pessoas, continue seguindo o Benefi.